segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Estados Unidos x Costa Rica (Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018)




Nesta sexta feira dia primeiro de setembro os Estados Unidos enfrentam a Costa Rica na Red Bull Arena em Harrison, New Jersey pela sétima rodada do Hexagonal Final da CONCACAF para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 na Rússia. O confronto entre as duas equipes é um dos mais equilibrados do futebol internacional, os americanos tem um recorde de quinze vitórias, cinco empates e quinze derrotas. Os yankees só perderam uma única vez jogando nos Estados Unidos e o último jogo entre as duas seleções foi na Gold Cup de 2017 do qual o U.S. Team derrotou Los Ticos por 2-0.

Estados Unidos está em terceiro lugar no Hexagonal Final da CONCACAF com duas vitórias, dois empates, com onze gols marcados e oito sofridos. Para se aproximar da liderança e garantir uma vaga para Copa do Mundo de 2018 os americanos precisam conquistar ao menos quatro pontos nos dois jogos de setembro, dia primeiro contra a Costa Rica nos Estados Unidos e dia cinco contra Honduras como visitante.

Não houve surpresas nos vinte seis jogadores convocados por Bruce Arena para disputar os jogos das eliminatórias em setembro. O treinador da seleção americana convocou os principais jogadores dos Estados Unidos formando uma equipe forte, porém jogadores como Bill Hamid e Timothy Chandler poderiam estar no lugar de Nick Rimando e Graham Zusi. Ouro jogador que poderia estar na lista é Danny Williams que infelizmente é constantemente esnobado pela seleção americana.

Convocados



Goleiros (3): Brad Guzan (Atlanta United FC), Tim Howard (Colorado Rapids), Nick Rimando (Real Salt Lake).

Defesas (9): DaMarcus Beasley (Houston Dynamo), Matt Besler (Sporting Kansas City), Geoff Cameron (Stoke City), Omar Gonzalez (Pachuca), Matt Hedges (FC Dallas), Eric Lichaj (Nottingham Forest), Tim Ream (Fulham), Jorge Villafaña (Santos Laguna), Graham Zusi (Sporting Kansas City).

Meio-Campistas (9): Kellyn Acosta (FC Dallas), Paul Arriola (D.C. United), Alejandro Bedoya (Philadelphia Union), Michael Bradley (Toronto FC/CAN), Fabian Johnson (Borussia Mönchengladbach), Dax McCarty (Chicago Fire), Darlington Nagbe (Portland Timbers), Christian Pulisic (Borussia Dortmund), Cristian Roldan (Seattle Sounders FC).

Atacantes (5): Jozy Altidore (Toronto FC), Clint Dempsey (Seattle Sounders FC), Jordan Morris (Seattle Sounders FC), Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes), Bobby Wood (Hamburg).

Curiosidades

As duas seleções se enfrentaram pela primeira vez em 1975, Costa Rica venceu por 3-1.

A maior vitória dos Estados Unidos sobre Costa Rica foi um 4-0 na Copa América Centenário em 2016.

A maior vitória da Costa Rica sobre os Estados Unidos foi um 4-0 nas eliminatórias para Copa do Mundo de 2018.

Bruce Arena está invicto desde que assumiu o cargo de treinador da seleção americana.

Estados Unidos está invicto em 2017 com um recorde de nove vitórias e cinco empates.

Ranque de ligas

1.Major League Soccer: 18
2.Bundesliga: 3
3.Liga MX e EFL Championship: 2
4.Premier League: 1

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Gold Cup 2017



A CONCACAF Gold Cup de 2017 foi a décima quarta edição da Gold Cup que teve como país sede os Estados Unidos. Um total de doze equipes se classificaram para disputar o torneio: Estados Unidos, México. Canadá, Honduras, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Curaçao, Jamaica, Guiana Francesa, Martinica e Nicarágua.

Na primeira fase os Estados Unidos se classificaram em primeiro lugar de seu grupo pela terceira vez consecutiva. Os americanos empataram com Panamá por 1-1 na sua estreia, no segundo jogo o U.S. Team derrotou Martinica por 3-2. No último jogo do grupo os yankees derrotaram a seleção da Nicarágua por 3-0. Bruce Arena fez diversas mudanças durante a primeira fase utilizando todos os vinte jogadores convocados com exceção do terceiro goleiro Sean Johnson.

Na fase de eliminatórias o treinador Bruce Arena fez seis alterações na lista dos convocados, por regulamentação do torneio, as equipes têm a oportunidade de fazer até seis mudanças na lista nas após 24 horas da conclusão da fase de grupos. Os Estados Unidos derrotaram El Salvador por 2-0 nas quartas de final. Na semi-final os americanos conquistaram uma boa vitória por 2-0 sobre a Costa Rica que foi o adversário mas forte do U.S. Team na competição.

A fina da Gold Cup 2017 protagonizou uma decisão inédita na competição entre Estados Unidos e Jamaica. Foi a segunda final consecutiva da seleção caribenha que na edição anterior foi derrotada pelo México por 3-1. A seleção yankee derrotou os jamaicanos por 2-1 e conquistou o seu sexto título da Gold Cup.

Análise

Bruce Arena foi ambicioso e montou uma equipe jovem com jogadores com pouco experiência internacional, mesmo com alterações para fase de eliminatórias com a adição de jogadores veteranos os Estados Unidos disputou a Gold Cup com uma equipe mista. O treinador americano acertou na sua decisão e comandou a boa campanha dos Estados Unidos na Gold Cup DE 2017, os americanos terminaram a competição com um recorde de 5-0-1 (V-D-E) com treze gols marcados e apenas três sofridos.

Convocados

Goleiros:

Brad Guzan (32 anos) Atlanta United (MLS)
Bill Hamid    (26 anos) D.C. United (MLS)
Sean Johnson (28 anos) New York City FC (MLS)
Tim Howard (38 anos) Colorado Rapids (MLS)
Jesse González (22 anos) FC Dallas (MLS)

Defesas

Jorge Villafaña (27 anos) Santos Laguna (Liga MX)
Omar Gonzalez (28 anos) Pachuca (Liga MX)
Matt Miazga (21 anos) Chelsea (Premier League)
Matt Besler (30 anos) Sporting Kansas City (MLS)
Eric Lichaj (28 anos) Nottingham Forest (EFL Championship)
Justin Morrow (29 anos) Toronto FC (MLS)
Graham Zusi (30 anos) Sporting Kansas City (MLS)
Matt Hedges (27 anos) FC Dallas (MLS)

Meio-Campistas

Kelyn Rowe (25 anos) New England Revolution (MLS)
Chris Pontius (30 anos) Philadelphia Union (MLS)
Gyasi Zardes (25 anos) LA Galaxy (MLS)
Joe Corona (26 anos) Tijuana (Liga MX)
Alejandro Bedoya  (30 anos) Philadelphia Union (MLS)
Dax McCarty (30 anos) Chicago Fire (MLS)
Cristian Roldan (22 anos) Seattle Sounders FC (MLS)
Paul Arriola (22 anos) Tijuana (Liga MX)
Kellyn Acosta (21 anos) FC Dallas (MLS)
Darlington Nagbe  (26 anos) Portland Timbers (MLS)
Michael Bradley (29 anos) Toronto FC (MLS)

Atacantes

Jordan Morris (22 anos) Seattle Sounders FC (MLS)
Dom Dwyer (26 anos) Sporting Kansas City (MLS)
Juan Agudelo (24 anos) New England Revolution (MLS)
Jozy Altidore (27 anos) Toronto FC (MLS)
Clint Dempsey (34 anos) Seattle Sounders FC (MLS)


Alterações

Brad Guzan substituído por Tim Howard.
Sean Johnson substituído por Jesse González.
Kelyn Rowe substituído por Darlington Nagbe.
Alejandro Bedoya substituído por Michael Bradley.
Dom Dwyer substituído por Jozy Altidore.
Cristian Roldan substituído por  Clint Dempsey.

Treinador: Bruce Arena.

Artilheiros 

1.Jordan Morris: 3
2.Omar Gonzalez e Jozy Altidore: 2
3.Joe Corona, Clint Dempsey, Dom Dwyer, Eric Lichaj, Matt Miazga e Kelyn Rowe: 1


Ranque de Ligas:

1.Major League Soccer: 23
2.Liga MX: 4
3.Premier League e EFL Championship: 1


Curiosidades:

A média de público da Gold Cup de 2017 foi de 32,784.

Quarenta e nove jogadores da Major League Soccer jogaram na Gold Cup de 2017.

Dos cinquenta e cinco gols marcados na competição, dezenove foram marcados por jogadores da Major League Soccer.

Estados Unidos teve o melhor ataque da competição com treze gols.

Bruce Arena é o treinador com mais títulos (3) na Gold Cup: 2002, 2005 e 2007.

Seleção americana conquistou o seu sexto título na Gold Cup: 2002. 2005, 2007, 2013 e 2017.

Bruce Arena está invicto desde que assumiu a seleção americana.

A seleção americana tem uma invencibilidade de quatorze jogos com um recorde de nove vitórias e cinco empates.

Foi o primeiro título da Gold Cup da seleção americana desde que Landon Donovan se aposentou.

Clint Dempsey marcou o seu quinquagésimo sétimo gol pela seleção americana igualando a marca de Landon Donovan.