sábado, 31 de maio de 2014

Amistoso : Estados Unidos vs. Turquia





No dia 1 de junho os Estados Unidos enfrentarão a Turquia, vai ser o segundo amistoso numa serie de três jogos que servirão para o preparo dos 23 convocados para Copa do Mundo . O jogo será disputado em Harrison, New Jersey . As duas seleções já se encontraram por três vezes, a primeira em 1991 num amistoso que terminou num empate por 1a1, a segunda foi na Copa das Confederações de 2003 na qual os turcos venceram por 2a1 e a última foi em 2010 em que os americanos venceram por 2a1 .





Estados Estados bem e vencem a Turquia por 2a1, os americanos enfrentaram um adversário mais forte do que o do último jogo e jogando melhor conseguiram uma boa vitória . Fabian Jonhson marcou um belo gol aos 26 minutos do primeiro tempo . No segundo tempo o treinador do U.S. Team  Jurgen Klinsmann fez algumas substituições mas mesmo assim o time não mudou o padrão de jogo . Aos 52 minutos Clint Dempsey marcou o segundo gol da seleção americana . No final da partida a Turquia teve um pênalti ao seu favor, Selcuk Inan converteu e descontou para os turcos .



EUA               Turquia

  2    Gols        1
 4    Escanteio 9
 4   Chances Perdidas 3
6    Desarmes 10
 2   Impedimentos 0
18  Faltas 11
0   Cartões Amarelos 0
0 Cartões Vermelhos 0

Nota : Timothy Chandler foi quem cometeu o pênalti, eu vi que ele recebeu muitas criticas nas redes sociais por isso, eu me lembro que como ele começou a ser convocado ele também recebeu criticas por suas atuações no U.S. Team . Chandler na minha visão é um bom jogador, joga na Bundesliga, uma liga de alto nível mas eu acredito que ele ainda não esteja pronto para Copa do Mundo e precisa de mais convocações pra amadurecer no U.S. Team .



http://matchcenter.mlssoccer.com/matchcenter/2014-06-01-usa-vs-turkey/lineup

terça-feira, 27 de maio de 2014

Amistoso : Estados Unidos vs. Azerbaijão









No dia 27 de maio os Estados Unidos enfrentara o Azerbaijão, vai ser o primeiro amistoso numa serie de três jogos que servirão para a preparação dos 23 convocados da seleção americana para Copa do Mundo . O jogo será disputado em San Francisco, Califórnia . Ás duas equipes nunca se enfrentaram, essa será a oportunidade perfeita para o treinador do U.S. Team  Jürgen Klinsmann testar sua equipe .


EUA

Goleiros (3): Brad Guzan ( Aston Villa) , Tim Howard (Everton) , Nick Rimando (Real Salt Lake )

Defesas (8): DaMarcus Beasley (Puebla) , Matt Besler (Sporting Kansas City) , John Brooks (Hertha Berlim), Geoff Cameron (Stoke City) , Timmy Chandler (Nürnberg) , Omar Gonzalez ( Los Angeles Galaxy ) , Fabian Johnson ( Borussia Mönchengladbach ) , DeAndre Yedlin ( Seattle Sounders FC )

Meio Campo (8): Kyle Beckerman (Real Salt Lake ) , Alejandro Bedoya (Nantes) , Michael Bradley (Toronto FC ) , Brad Davis (Houston Dynamo ) , Mix Diskerud (Rosenborg) , Julian Verdes ( Bayern de Munique ) , Jermaine Jones ( Besiktas ) , Graham Zusi (Sporting Kansas City)

Atacantes (4): Jozy Altidore ( Sunderland ) , Clint Dempsey ( Seattle Sounders FC ) , Aron Johannsson (AZ Alkmaar ) , Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes )

Azerbaijão

Goleiros (3): Kamran Agayev , Salahat Agayev , Emil Balayev

Defesas (9): Badavi Huseynov , Rashad F. Sadiqov , Elvin Yunuszadeh , İlkin Qırtımov , Ufuk Budak , Shariyar Aliyev , Maksim Medvedev , Rasim Ramaldanov , Mahir Sukurov

Meio Campo (3): Ruslan Abıshov , Qara Qarayev , Abdullah Abasiyev

Atacantes (6): Rufat Dadashov , Dmitriy Nazarov , Rauf Aliyev , Cihan Özkara , Vagif Cavadov , Pardis Fardjad - Azad





Em jogo apagado Estados Unidos vencem Azerbaijão por 2a0, os gols saíram no segundo tempo .  Diskerud  abriu o placar depois de confusão dentro da área . Aron Johannsson marcou o segundo gol de cabeça depois da cobrança de escanteio batida por Brad Davis .




EUA                Azerbaijão  

11  Escanteios  6
1   Chances perdidas 0
55 Duels Won 40
18 Desarmes 16
1   Defesas 4
 1   Impedimentos 1
11 Faltas 17
0   Amarelos 0
0   Cartões Vermelhos 0


Árbitro : Henry Bejerano
Árbitro assistente : Warner Castro
Árbitro assistente : Carlos Fernandez
Quarto árbitro : Armando Castro

http://matchcenter.mlssoccer.com/matchcenter/2014-05-27-usa-vs-azerbaijan/lineup

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Especial Copa do Mundo 2014 : Americanos que Defendem outras Seleções


No post de hoje vamos ver a lista dos americanos que defendem outras seleções na Copa do Mundo de 2014 .






O  ítalo-americano Giuseppe Rossi ( Atacante ) nasceu em Teaneck, New Jersey, em 1 de fevereiro de 1987 . Rossi jogou no Clifton Stallions, aos 12 anos se transferiu para o Parma da Itália . Rossi aonda teve passagens por Manchester United e Newcastle United até chegar ao Villarreal, Rossi ficou no clube espanhol de 2007 a 2013, em 2013 Rossi se foi contratado pelo Fiorentina, jogou 22 jogos e marcou 16 gols no clube italiano .

Rossi e o U.S. Team

Giuseppe Rossi  jogou pelos times sub16, sub17, sub18 e sub21 da Itália, em 2006 Rossi foi convidado por Bruce Arena parar participar do programa de treinamento do U.S. Team para a Copa do Mundo de 2006 mas Rossi rejeitou por que seu desejo era representar a seleção da Azurra . Rossi jogou 27 jogos pela seleção italiana e marcou 7 gols . Rossi jogou contra o U.S. Team na Copa das Confederações de 2009 e marcou um gol na vitória de 3a1 da Itália .





Steven Beitashour ( lateral direito ) nasceu no dia primeiro de fevereiro de 1987 em San Jose, Califórnia , seus pais são descendentes de persa, ele tem duas cidadanias: Iraniana e Americana . Steven Beitashour joga na MLS desde 2010 e atualmente defende o Vancouver Whitecaps FC .

Steven Beitashour e o U.S. Team

Steven foi convocado para jogar na seleção americana em agosto de 2012 num amistoso contra o México porém Beitashour não jogou na partida e nunca mais foi convocado novamente para jogar no U.S. Team .  Em 2013 Steven Beitashour para jogar as eliminatórias da Copa da Asia de 2015, Steven Beitashour jogou  cinco jogos pela seleção iraniana .




Gōtoku Sakai ( lateral ) em New York nos Estados Unidos, o pai de Sakai é japonês e sua mãe é alemã, aos dois anos Sakai foi morar no Japão . Gōtoku Sakai jogou no Albirex Niigata no Japão de 2009 a 2013 e atualmente joga no VfB Stuttgart da Alemanha, ele tem oito jogos pela seleção japonesa .




A Major League Soccer vai ter treze representantes na Copa do Mundo de 2014 .



Brasil 

Goleiro : Júlio César  3 Setembro de  1979 ( 34 anos )  Toronto FC


Austrália

Atacante : Tim Cahill  6 Dezembro de  1979 ( 34 anos )  New York Red Bulls


Costa Rica

Defesa :  Roy Miller 24 Novembro de 1984 ( 29 anos) New York Red Bulls
Defesa : Giancarlo González 8 Fevereiro de 1988 ( 26 anos ) Columbus Cutting Crew
Defesa : Waylon Francis   20 Setembro de 1990 (23 anos )  Columbus Crew

Atacante : Álvaro Saborío  25 Março de 1982 ( 32 anos)  Real Salt Lake
Atacante : Jairo Arrieta 25 Agosto de 1983 ( 30 anos )  Columbus Crew


Equador 

Meio Campo : Oswaldo Minda  26 Julho de 1983 ( 30 anos)  Chivas USA


Honduras 

Defesa : Víctor Bernárdez  24 Maio de 1982 ( 32 anos )  San Jose Earthquakes

Meio Campo : Óscar García 4 Setembro 1984 ( 29 anos) Houston DYNAMO
Meio Campo : Marvin Chávez 3 Novembro 1983 ( 30 anos) Chivas USA

Atacantes : Jerry Bengtson 8 Abril de 1987 (27 anos)  New England Revolution

Irã 

Steven Beitashour 1 Fevereiro de 1987 (27 anos)  Vancouver Whitecaps

sábado, 24 de maio de 2014

A seleção dos Excluídos








Depois da polemica do treinador do U.S. Team Jürgen Klinsmann ter cortado Landon Donovan da lista final dos 23 convocados para Copa do Mundo eu decidi fazer a seleção dos excluídos da seleção americana, mas não seria necessariamente seria o melhor convocação ou os jogadores que eu convocaria para Copa do Mundo de 2014, apenas algumas alternativas, claro que para mim Donovan deveria estar na Copa, então resolvi montar uma seleção de jogadores que ficaram dos Estados Unidos que ficaram de fora da Copa do Mundo .



Goleiros

Stefan Frei  20 abril de 1986 ( 28 anos ) Seattle Sounders ( EUA )
Sean Johnson 31 maio de 1989 ( 25 anos ) Chicago Fire ( EUA )
Cody Cropper 16 fevereiro de 1993 ( 21 anos ) Southampton sub21 ( Inglaterra )


Defesas 

Carlos Bocanegra 25 maio de 1979 ( 34 anos ) Chivas USA ( EUA )
Jay DeMerit 4 dezembro de 1979 ( 34 anos ) Vancouver Whitecaps FC ( Canadá )
Oguchi Onyewu 13 maio de 1982 ( 32 anos ) Sheffield Wednesday F.C. ( Inglaterra )
Michael Parkhurst 24 janeiro ( 30 anos ) Columbus Crew ( EUA )
Edgar Castillo 8 outubro de 1986 ( 27 anos ) Atlas ( México )
Jonathan Spector 1 março de 1986 ( 28 anos ) Birmingham City ( Inglaterra )
Shane O'Neill  2 setembro de 1993 ( 20 anos ) Colorado Rapids ( EUA )
Eric Lichaj 17 novembro de 1988 ( 25 anos ) Nottingham Forest F.C. ( Inglaterra )
Clarence Goodson 17 maio de 1982 ( 32 anos ) San Jose Earthquakes ( EUA )


Meio Campo

Landon Donovan 4 março de 1982 ( 32 anos ) Los Angeles Galaxy ( EUA )
Sam Cronin 12 dezembro de 1986 ( 27 anos ) San Jose Earthquakes ( EUA )
Maurice Edu 18 abril de 1986 ( 28 anos ) Philadelphia Union ( EUA )* emprestado pelo Stoke City
Sasha Kljestan 9 setembro de 1985 ( 28 anos ) R.S.C. Anderlecht ( Bélgica )
Brek Shea 28 fevereiro de 1990 ( 24 anos ) Stoke City ( Inglaterra )
Luis Gil 14 novembro de 1990 ( 20 anos ) Real Salt Lake ( EUA )
+ Stuart Holden 1 agosto de 1985 ( 28 anos ) Bolton Wanderers ( Inglaterra )
Jose Francisco Torres  29 outubro de 1987 ( 26 anos ) UNAL ( México )

Atacantes 

Terrence Boyd 16 fevereiro de 1991 ( 23 anos ) Rapid Wien ( Áustria )
Jack McInerney 5 agosto de 1992 ( 21 anos ) Montreal Impact ( Canadá )
Juan Agudelo 23 novembro de 1992 ( 21 anos ) Stoke City ( Inglaterra )




Rank das Ligas 

1. MLS ( 12 ), 2. The Championship ( 4 ), 3. Premier League ( 3 *), 4. L MX  ( 2 ), 5. Jupiter League ( 1 ) e Bundesliga Áustria ( 1 )


Visão geral 

Goleiros : Sempre tive a curiosidade de ver Frei no gol do U.S. Team, ele é um bom goleiro e infelizmente enfrentou um período de lesão . Johnson e Cropper são dois goleiros jovens com muito potencial .

Defesa : Na defesa eu escolhi alguns veteranos que já não estão mais no auge e são jogadores em declínio, também escolhi  jogadores que estavam na preliminar para Copa do Mundo de 2014, eu inclui O'Neill  que é jovem e com certeza vai ser um nome importante para a seleção americana .

Meio Campo : Não preciso falar nada de Donovan né ? no meio tem alguns nomes interessantes que podiam estar na Copa do Mundo, porém eu acredito que o meio campo seja a linha mais disputada do U.S. Team e por isso alguns jogadores acabaram ficando de fora . Holden ficou de fora por lesão, Kljestan para mim merecia ir para Copa de 2010 e 2014 e nas duas foi ignorado . Eu não sei se levaria Cronin para Copa mas eu botei ele na minha lista por achar que ele merecesse alguns jogos pelo U.S. Team . Gil com certeza vai estar na próxima Copa por ser um jogador com um futuro muito bom, já os outros eu acredito que eles perderam seu espaço na seleção e por isso eu os escolhi para estarem nessa lista . + Daniel Williams  8 março de 1989 Reading ( Inglaterra ) no lugar de Holden caso ele não tivesse condições de jogar na Copa .


Ataque : No ataque foi onde eu encontrei mais dificuldades para escolher os jogadores, acho um injustiça que McInerney ainda não tenha representado a seleção americana . O veterano Eddie Johnson apesar de tido um bom retorno na MLS eu não levaria para Copa, eu acho que ele já teve suas chances, em relação a outros nomes eu tive que pensar muito por que há muitos jogadores jovens com um excelente potencial e provavelmente serão os nomes da próxima Copa .











quinta-feira, 22 de maio de 2014

Donovan Está Fora da Lista Final dos Estados Unidos





Donovan está fora da lista final dos Estados Unidos, é isso mesmo que vocês ouviram ´´ Donovan não vai para a Copa do Mundo ´´ parece piada mais é um crime . O treinador do U.S. Team Jurgen klinsmann anunciou a lista dos 23 convocados para Copa do Mundo de 2014 e teve a polemica decisão de cortar Landon Donovan o maior artilheiro do  U.S. Team de todos os tempos .

Eu fiquei muito desapontado com o treinador da seleção americana Jurgen Klinsmann, eu não consigo pensar numa justificativa para deixar Landon Donovan de fora da Copa do Mundo, Donovan tem 134 gols e 119 assistências  na Major League Soccer, ele é o maior artilheiro da liga e o segundo jogador com mais assistências na liga, Donovan é o maior artilheiro do U.S. Team com 57 gols, ele também é o líder em assistências pelo U.S. Team com 58 assistências feitas . Donovan tem 12 jogos em Copas do Mundo é o artilheiro do U.S. Team em Copas do Mundo com 5 gols .

Então por que deixar Donovan de fora ? Idade ? bem ... Brad Davis que tem a mesma idade de Landon Donovan e nunca jogou uma Copa do Mundo está na lista final ! e para mim Brad Davis não é bom o suficiente para jogar uma Copa do Mundo .


Polemicas

Deixar Donovan de fora talvez tenha sido a maior polemica da história do U.S. Team, o próprio Donovan se pronunciou sobre o caso dizendo que estava desapontado por estar de fora da lista mas disse que iria torcer para os seus colegas e pelo U.S. Team . O treinador da seleção americana disse que foi a decisão mais difícil de sua vida . ( é, ele convoca Brad Davis e corta Donovan, vai entender né ? )

A outra polemica que para mim é a muito estranha foi a do filho do Klinsmann que numa rede social se pronunciou dizendo que ´´ AHAHAHAH EU NEM PERCEBI ATÉ QUE O MEU CELULAR ME AVISOU AHAHAH ´´ se referindo ao corte de Donovan . O filho do treinador fechou sua conta momentos depois do post, Pode isso, Arnaldo?









Lista dos 23 Convocados


Goleiros

Tim Howard                       6  março 1979 ( 35 anos)  Everton ( Inglaterra )
Brad Guzan                        9 Setembro 1984 ( 29 anos) Aston Villa ( Inglaterra )
Nick Rimando                  17 Junho 1979 ( 34 anos)  Real Salt Lake ( EUA )             

Defesas 

DaMarcus Beasley           24 maio 1982 ( 32 anos) Puebla ( México )
Geoff Cameron                11 Julho 1985 ( 28anos) Stoke City ( Inglaterra )
Fabian Johnson                11 Dezembro 1987 ( 26 anos)  1899 Hoffenheim ( Alemanha )
Omar Gonzalez                11 Outubro 1988 ( 25anos ) Los Angeles Galaxy ( EUA )
Matt Besler                      11  Fevereiro 1987 ( 27anos)  Sporting Kansas City ( EUA )
Timothy Chandler             29 MarÇO 1990 (24 anos )  FC Nürnberg ( Alemanha )
John Brooks                    28 Janeiro 1993 (21 anos)  Hertha BSC ( Alemanha )
DeAndre Yedlin                9 Julho 1993 (20 anos)  Seattle Sounders FC ( EUA )


Meio Campo

Michael Bradley               31 Julho 1987 (26 anos)  Toronto FC ( Canadá )
Jermaine Jones                   3 Novembro 1981 (32 anos )  Beşiktaş ( Turquia )
Kyle Beckerman              23 Abril 1982 (32 anos )  Real Salt Lake ( EUA )
Alejandro Bedoya           29 Abril 1987 (27 anos)   Nantes ( França )
Graham Zusi                   18 Agosto 1986 (27 anos)  Sporting Kansas City ( EUA )
Mikkel Diskerud               2 Otubro 1990 (23 anos)   Rosenborg ( Noruega )
Brad Davis                       8 Novembro 1981 ( 32 anos ) Houston Dynamo ( EUA )
Julian Green                     6 Junho 1995 (19 anos)  Bayern Munich ( Alemanha )

Atacantes

Clint Dempsey                  9 Março 1983 (31 anos)  Seattle Sounders FC ( EUA )
Jozy Altidore                    6 Novembro 1989 (24 anos) Sunderland ( Inglaterra )
Chris Wondolowski        28 Janeiro 1983 (31 anos) San Jose Earthquakes ( EUA )
Aron Jóhannsson            10 Novembro 1990 (23 anos)  AZ ( Holanda )


Minha Visão

A maior ausência sem sombra de dúvida foi Landon Donovan, eu mesmo ainda não acredito que ele ficou de fora, fiquei extremamente desapontado com o treinador Jurgen klinsmann . Tirando a ausência de Donovan eu acredito que o U.S. Team esteja bem servido, eu acredito que ainda seja muito cedo para Brooks e Green estarem na lista dos 23 convocados para Copa do Mundo porém é compreensivo que eles tenham sido convocados, obviamente  o treinador quer trabalhar com eles por serem jogadores com um grande potencial .

Eu nunca deixaria Donovan de fora, ele é o melhor jogador do U.S. Team de todos os tempos e merecia estar na Copa do Mundo por tudo que ele já fez para a seleção americana no passado e no presente ! Outro nome que eu queria ver na Copa era o do meio campo Sacha Kljestan .

Fantasmas da Copa de 1998

George Santayana,dizia : "Those who cannot remember the past are condemned to repeat it." eu vi essa frase num artigo da MLS que comparou o caso de David Regis com a de Julian Green, Regis foi convocado semanas antes para Copa do Mundo de 1998 aumentando a crise no time na época que já estava num momento turbulento, é a quase a mesma coisa com Green que ganhou sua primeira convocação ainda este ano . Ainda relembrando a Copa de 1998 o treinador Steve Sampson cortou John Harkes o capitão da equipe e uns dos principais jogadores do U.S. Team piorando ainda mais a crise da seleção americana de 1998 . 16 anos depois os Estados Unidos enfrentam uma situação parecida, uma delas é a convocação de Green que eu não acredito que seja prejudicial para o grupo e o corte de Donovan que foi o capitão e é o principal jogador do U.S. Team . A grande pergunta é como o grupo vai reagir com o treinador Jurgen Klinsmann, bem todos se lembram de 98 né ? vamos torcer para que os acontecimentos do passado não se repitam e que U.S. Team tenham sucesso na Copa do Mundo de 2014, o que pode se tornar mais difícil com a ausência de Donovan .



Meu Time 


Goleiros

Tim Howard                       6  Março 1979 ( 35 anos)  Everton ( Inglaterra )
Brad Guzan                        9 Setembro 1984 ( 29 anos) Aston Villa ( Inglaterra )
Cody Cropper                 16 Fevereiro de 1993 ( 21 anos ) Southampton sub21 ( Inglaterra )


Defesas

DaMarcus Beasley           24 Maio 1982 ( 32 anos) Puebla ( México )
Geoff Cameron                11 Julho 1985 ( 28anos) Stoke City ( Inglaterra )
Fabian Johnson                11 Dezembro 1987 ( 26 anos)  1899 Hoffenheim ( Alemanha )
Omar Gonzalez                11 Outubro 1988 ( 25anos ) Los Angeles Galaxy ( EUA )
Matt Besler                      11  Fevereiro 1987 ( 27anos)  Sporting Kansas City ( EUA )
Timothy Chandler             29 MarÇO 1990 (24 anos )  FC Nürnberg ( Alemanha )
Michael Parkhurst            24 janeiro ( 30 anos ) Columbus Crew ( EUA )
DeAndre Yedlin                9 Julho 1993 (20 anos)  Seattle Sounders FC ( EUA )

Meio Campo


Michael Bradley               31 Julho 1987 (26 anos)  Toronto FC ( Canadá )
Jermaine Jones                   3 Novembro 1981 (32 anos )  Beşiktaş ( Turquia )
Kyle Beckerman              23 Abril 1982 (32 anos )  Real Salt Lake ( EUA )
Alejandro Bedoya           29 Abril 1987 (27 anos)   Nantes ( França )
Landon Donovan               4 Março de 1982 ( 32 anos ) Los Angeles Galaxy ( EUA )
Mikkel Diskerud               2 Outubro 1990 (23 anos)   Rosenborg ( Noruega )
Sasha Kljestan                  9 Setembro de 1985 ( 28 anos ) R.S.C. Anderlecht ( Bélgica )

Atacantes

Brek Shea                       28 Fevereiro  1990 ( 24 anos ) Stoke City ( Inglaterra )
Clint Dempsey                  9 Março 1983 (31 anos)  Seattle Sounders FC ( EUA )
Jozy Altidore                    6 Novembro 1989 (24 anos) Sunderland ( Inglaterra )
Jack McInerney                5 Agosto de 1992 ( 21 anos ) Montreal Impact ( Canadá )
Aron Jóhannsson            10 Novembro 1990 (23 anos)  AZ ( Holanda )

#WeWantDonovan 










domingo, 18 de maio de 2014

Os Cinco Melhores Estrangeiros do U.S. Team

Depois de ver um artigo muito interessante sobre os estrangeiros que jogaram na seleção americana no site oficial da Major League Soccer. Eu resolvi fazer a minha lista sobre os melhores estrangeiros que jogaram na seleção americana. Os jogadores que tem algum parente ou foram para os Estados Unidos durante a infância não estão na minha lista.





Nome : Joe Gaetjens
Posição : Atacante
3 jogos e 1 gol pelo U.S. Team


Joe Gaetjens nasceu no Haiti, de mãe haitiana e de pai alemão. Seu bisavô Thomas, natural de Bremen, tinha sido enviado para o Haiti por Frederick William III, o rei da Prússia, como emissário de negócios. Sua família era muito próspera, e embora até o momento do nascimento de Joe sua riqueza tinha diminuído significativamente, eles ainda estavam na elite haitiana. Quando Gaetjens nasceu, seu pai  registrou a certidão de nascimento na embaixada alemã, no caso que Joe Gaetjens quisesse obter a cidadania alemã.

Joe Gaetjens jogou no Etoile Haïtienne, com 14 anos ganhou dois campeonatos da Ligue Haitienne em 1942 e 1944. No entanto, ele não poderia ganhar a vida com o futebol profissional, então ele foi para Nova Iorque em 1947 aos 23 anos, para estudar contabilidade na Universidade de Columbia com uma bolsa do governo haitiano, ele jogou no Brookhattan na American Soccer League.

U.S. Team

Seu sucesso com Brookhattan atraiu a atenção da federação de futebol dos Estados Unidos, Joe Gaetjens aos 26 anos de idade estava na seleção americana na Copa do Mundo de 1950. Ele jogou os três jogos na Copa do Mundo de 1950, estava presente no folclórico jogo em que a seleção americana venceu os ingleses por 1-0 na quela que é considerada a maior zebra numa Copa do Mundo. Gaetjens não era um cidadão americano, ele havia declarado a sua intenção de se tornar um,  sob as regras da federação americana de futebol. No entanto, ele nunca teve cidadania americana.




Nome : Brian Quinn
Posição Defesa e Meio Campo
48 jogos e 1 gol pelo U.S. Team.



Brian Quinn nasceu na Irlanda do Norte, sua primeira equipe foi o Larne FC, time norte irlandês que foi fundado em 1889, ele jogou de 1978 a 1979. Em 1979 foi contratado pelo Everton Football Club (Inglaterra), ele ficou no time inglês de 1979 a 1981 mas depois de ter ficado na reserva decidiu atravessar o Atlântico para jogar nos Estados Unidos aos 21 anos de idade, seu primeiro time foi o Los Angeles Aztecs que disputava a North American Soccer League, Quinn ficou um no no time da Califórnia, em 1982 ele foi jogar na equipe canadense Montreal Manic. Brian Quinn estava tendo sucesso nos Estados Unidos, principalmente de 1984 a 1991 quando ele jogava no San Diego Sockers (Major Indoor Soccer League). Brian Quinn foi um dos melhores jogadores que jogaram no futebol indoor nos Estados Unidos.

U.S. Team 

Devido ao seu sucesso na Major Indoor Soccer League Brian Quinn ganhou atenção da federação americana, e em 1991 ele se tornou cidadão americano. De 1991 a 1994 ele fez parte do grupo que era contratado pela federação americana que se preparava para Copa do Mundo de 1994. Brian Quinn disputou Gold Cup de 1991 e a King Fahd Cup (Copa das Confederações) de 1992.

Curiosidade : o primeiro jogo de Brian Quinn pelo U.S. Team foi num amistoso contra a Rep. Irlanda. .






Nome : Carlos Llamosa
Posição :Zagueiro
28 jogos pelo U.S. Team



Carlos Llamosa nasceu na Colômbia, ele começou sua carreira na terceira divisão jogando pelo Colmena, em 1990 ele assinou com o Hulia que jogava a primeira divisão. Aos 25 anos em 1995 ele jogou no New York Centaurs na USL A-League, em 1997 Calor Llamosa foi a jogar na elite do soccer americano, na Major League Soccer pelo D.C. United. Carlos Llamosa teve um longa carreira vitoriosa na Major League Soccer conquistando três MLS Cups.

U.S. Team

Carlos Llamosa ganhou cidadania americana em 1998, sua estreia foi contra Austrália no mesmo ano em que se tornou cidadão americano, ele jogou a Copas da Confederações de 1999 e disputou a Copa do Mundo de 2002 .




Nome : Fernando Clavijo
Posição : Zagueiro
61 jogos pelo U.S. Team



Fernando Clavijo nasceu no Uruguai, ele começou sua carreira jogando pelo Atena em 1972, ele fiou no time uruguaio por sete anos. Em 1979 a 1981 Fernando Clavijo foi ao Estados Unidos jogar no New York Apollo (American Soccer League). Fernando Clavijo construiu uma sólida carreira nos Estados Unidos tendo jogado por duas temporadas na North American Soccer League pelo Golden Bay Earthquakes e sendo um dos jogadores mais notáveis da Major Indoor Soccer League com um recorde de 111 gols e 131 assistências em 434 jogos.

U.S. Team 

Fernando Clavijo foi um importante jogador pela seleção americana, de 1990 a 1994 período em que ele representou a seleção americana, ele disputou Gold Cup de 1991, Copa das Confederações de 1992,  Copa do Mundo de Futsal de 1992, Copa América de 1993 e Copa do Mundo de 1994.






Nome : Preki
Posição : Atacante e Meia
28 jogos e 4 gols pelo U.S. Team.


Preki nasceu na ex Iugoslávia, hoje Sérvia, ele começou a carreira no seu país jogando pelo Red Star Belgrade, em 1985 Preki jogou no Tacoma Stars (Major Indoor Soccer League), em 1990 ele  teve uma rápida passagem pelo futebol sueco jogando pelo Råslätts SK. Em 1990 Preki retornou os Estados Unidos e jogou por dois anos pelo St. Louis Storm (MISL).

Preki assinou pelo Everton em 1992 e ficou dois anos com o The Blues, fez um breve retornou para os Estados Unidos para jogar no San Jose Grizzlies (Continental Indoor Soccer League). Em 1994 Preki voltou para Inglaterra, ele jogou no Portsmouth de 1994 a 199 . Em 1996 ele retornou aos Estados Unidos pela terceira, desta vez para jogar na Major League Soccer, ele jogou por nove temporadas na principal liga dos Estados Unidos.


U.S. Team 

Preki se tornou cidadão americano em 1996 e fez sua estreia contra a Guatemala, ele disputou a Gold Cup de 1998 e a Copa do Mundo de 1998. Ele marcou o gol que deu a primeira vitórias dos Estados Unidos sobre o Brasil por 1-0 na Gold Cup de 1998.

Link

http://www.mlssoccer.com/news/article/2014/02/17/monday-postgame-running-down-top-five-foreign-raised-usmnt-players

sábado, 10 de maio de 2014

Steve Snow : O Herói Esquecido






Nascido em 1971, Steve Snow talvez tenha sido uma das maiores promessas de sua geração, natural de Chicago, Steve teve um excelente histórico no ensino médio, ele é dono do maior recorde do estado de  llinois com 49 jogos consecutivos com um gol em cada jogo, no total Steve marcou 111 gols em quatro temporadas enquanto jogava na Hoffman Estates High School. Steve teve seu primeiro desafio internacional na Copa do Mundo sub-16(17) de 1987, os Estados Unidos ficaram na primeira fase com uma vitória e duas derrotas, Steve deixou sua marca no último jogo do torneio marcando um gol na derrota contra a Coreia do Sul.

Na National Collegiate Athletic Association (NCAA) jogando pela a  Indiana University Steve Snow como calouro levou o time até a semi final e foi artilheiro do torneio, ele tinha um faro notável para marcar gols apesar de nunca ter um físico atlético. Steve costumava jogar em equipas com jogadores que eram um ou dois anos mais velho do que ele e isso levou ele a desenvolver um personalidade forte e agressiva que lhe renderam criticas ao longo de sua carreira.

Em 1989 Steve Snow disputou a Copa do Mundo sub 20 de 1989, ele era uns dos principais jogadores do time, ele marcou cinco gols em sete jogos na eliminatórias e marcou três gols no mundial, no que foi a melhor campanha da seleção americana na Copa do Mundo sub 20, os americanos conquistaram o quarto lugar.





Com a Copa do Mundo de 1994 se aproximando todos se perguntavam se Steve Snow estaria  no mundial que seria sediado pelos Estados Unidos, Snow simplesmente era o maior goleador americano de sua época, de sua geração. Enquanto estava na Copa do Mundo sub-20 de 1989 Snow rejeitou uma proposta do Standard Liège para jogar ao lado se seu irmão na Indiana University, nos anos 80 era muito raro que jogadores americanos fossem procurados por clubes europeus.

Em 1990 Steve Snow foi tentar sua carreira na Europa no mesmo clube que o havia procurando ele em 1989, logo em seu primeiro ano no clube belga ele foi emprestado para um time que disputava a terceira divisão. Steve mostrou que merecia mais e que realmente era um jogador diferenciado no Pan Americano de 1991, Ele foi o artilheiro com 4 gols e ajudou o U.S. Team a conquistar pela primeira vez a medalha de ouro no Pan Americano na história.

O Estados Unidos estavam classificados para os jogos olímpicos de Barcelona em 1992, jogadores como Alexi Lalas, Joe Max Moore, Cobi Jones, Mike Burns, Chris Henderson, Brad Friedel, Mike Lapper e Claudio Reyna estariam jogando as Olimpíadas e também estariam na Copa do Mundo de 1994 além de terem se tornando os principais jogadores do U.S. Team mas foi Steve Goleador Snow que  foi o responsável por levar os Estados Unidos para Barcelona, ele marcou nove gols em cinco jogos, marcado gols nas vitórias contra Honduras, Canadá e México. A seleção americana ficou em primeiro lugar no pré olímpico da CONCACAF fato que o U.S. Team nunca conseguiu repetir.




Nas olimpíadas de 1992, o U.S. Team teria a Itália como o primeiro adversário, Snow não aceitou bem as opções tomadas pelo treinador treinador Lothar Osiander, que optou por uma estrategia mais defensiva, deixando ele no banco. Os americanos perderam por 2a1, Steve Snow criticou treinador publicamente  "Esta equipe não estaria aqui sem mim ... Isso é a coisa mais ridícula que eu já vi. Não achou que poderíamos ganhar o jogo. Ele queria sair com um empate 0-0. Ele pensou italianos eram deuses. "  "Eu não posso nem encará-lo. Eu estou tão bravo com ele, é inacreditável, "Snow disse à imprensa. Foi a pior coisa que já me aconteceu. " Osiander prontamente reagiu, dizendo à imprensa que ele começou uma tática focada em combater habilidade da Itália com velocidade e defesa, nenhuma das quais Snow tinha. Snow continuo a criticar o treinador mas antes do segundo jogo Snow se desculpou publicamente. Mesmo com uma vitória de 3a1 sobre o Kuwait e um empate contra a Polônia por 2a2 os americanos foram eliminados, Snow marcou um gol nos dois jogos.

Depois dos jogos olímpicos Snow retornou a Bélgica, para jogar no FC Bloom, em apenas sete jogos Snow marcou três gols mas no outono de 1992 Snow rasgou o ACL e menisco do joelho esquerdo durante um treino, o que foi o inicio do fim, Snow retornou aos Estados Unidos para jogar no Chicago Power (NPSL) mesmo time que seu irmão Ken Snow jogava. Nos Estados Unidos Snow viu a ambiciosa preparação da seleção americana para Copa do Mundo de 1994, o lendário treinador do U.S. Team  Bora Milutinovic havia montado um grupo em Mission Viejo, na Califórnia. Esses jogadores eram ´´ contratados´´ pela federação americana já que o país ainda não tinha um liga de alto nível, como era contratados pela federação eles podiam treinar em tempo integral além de disputarem muitos amistosos fortalecendo o entrosamento entre os jogadores. Snow ficou de fora desse grupo e nunca mais foi chamado para jogar no U.S. Team, um ano após a Copa do Mundo Snow voltaria a sofrer com problemas no joelho e em 1995 aos 24 anos ele encerraria sua carreira.


Steve Snow com certeza foi uns dos jogadores americanos mais prejudicados com lesões, se não foi o que mais foi prejudicado. Seu histórico é surpreendente, ele era um artilheiro nato, e sempre haverá um debate por que o treinador Bora Milutinovic nunca convocou Snow, muitos falam quem o treinador da antiga Yuoguslavia não tolerava indisciplinas ou até mesmo que Snow não se adaptou ao estilo de jogo do treinador, mas vale apena acrescentar que havia muita competição entre os jogadores e era difícil entrar nos acampamentos de treinamentos do U.S. Team,  e os jogadores escolhidos por Milutinovic tiveram longas carreiras, mesmo assim eu acredito que Steve Snow merecia muito mais, talvez as graves lesões sofridas por ele tenham afetado o seu potencial, impedindo que ele jogasse tudo o que ele realmente poderia jogar, ainda acho que ele poderia ter jogando na Major League Soccer como muitos jogadores americanos de sua geração que encerraram suas carreira prematuramente numa época em que o país estava lutando pelo profissionalismo no futebol. Hoje Snow é pai de duas filhas e é dona de uma pizzaria.






Fontes :

http://en.wikipedia.org/wiki/Steve_Snow

http://www.mlssoccer.com/news/article/2014/05/09/usmnt-world-cup-hero-who-never-was-word


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Copa América 2016







É oficial ! finalmente a Copa América de 2016 vai ser sediada nos Estados Unidos, vai ser quadragésima quinta edição do torneio que é o campeonato continental disputado entre seleção mais antigo do mundo, a data inaugural do torneio foi em 1916, pela primeira nos 100 anos da Copa América que o torneio vai ser sediado fora da América do Sul .

Desde 2012 á rumores em que os Estados Unidos sediariam a Copa América de 2016, agora em 2014 o torneio foi anunciado oficialmente na quinta-feira em uma conferência da imprensa realizada pela CONCACAF e CONMEBOL, em Miami, com o presidente da CONCACAF Jeffrey Webb e presidente CONMEBOL Eugenio Figueredo . O torneio será oficialmente chamado de Copa América Centenário e será executado a partir de 03-26 junho de 2016. Ao todo 16 equipes disputarão o torneio sendo que dez nações da América do Sul ( CONMEBOL ) e seis equipes da CONCACAF .

A seleção celeste ( Uruguai ) foi campeã na primeira edição da Copa América e atualmente é a seleção com mais títulos no torneio, com 15 títulos, em segundo lugar está a Argentina com 14 títulos, em terceira a seleção canarinho (  Brasil ) com oito títulos, em quarto Paraguay e Peru com dois títulos e em quinto Colômbia e Bolívia com um título .

O  U.S. Team já participou três vezes da Copa América : 1993, 1995 e em 2007, tendo sua melhor campanha em 1995 do qual os americanos ficaram em quarto lugar . Algumas seleções da CONCACAF já foram convidadas a participar da Copa América, os mexicanos disputam ela desde de 1993, outras seleções como Honduras e Costa Rica também já disputaram a Copa América, os Hondurenhos conquistaram o terceiro lugar em 2001, o melhor resultado de uma seleção da CONCACAF na Copa América .

Meu Resumo

Juntar as duas federações, CONMEBOL e CONCACAF é uma antiga discussão, fazer um Copa América com todos as seleções do continente americano e até mesmo juntar as eliminatórias sempre foi uma ideia discutida porém eu não acho que isso deva acontecer na minha opinião não seria certo juntar as duas federações numa só, mas fazer uma Copa América com 16 equipes com 10 seleções da CONMEBOL e 6 da CONCACAF seria muito interessante, fazer esse torneio, sem fazer que a CONCACAF Gold Cup seja extinta . Meu resumo final é que seria errado juntar as duas federações, seria errado juntar as duas eliminatórias, mas seria muito interessante ter a Copa América com 16 seleções acho que isso traria muitos benefícios para todos os lados, e o torneio continuaria funcionando da forma atual, que o campeão da Copa América ( somente a seleção da CONMENBOL )  se classifica para Copa das Confederações assim como o campeão da Gold Cup ( somente um time da CONCACAF )  se classifica para a Copa das Confederações .


Rank dos países sede 


HostsEditions
9 Argentina (1916, 1921, 1925, 1929, 1937, 1946, 1959, 1987, 2011)
7 Uruguay (1917, 1923, 1924, 1942, 1956, 1967, 1995)
6 Chile (1920, 1926, 1941, 1945, 1955, 1991)
 Peru (1927, 1935, 1939, 1953, 1957, 2004)
4 Brazil (1919, 1922, 1949, 1989)
3 Ecuador (1947, 1959, 1993)
Location South America.png No fixed host [F] (1975, 1979, 1983)
2 Bolivia (1963, 1997)
1 Paraguay (1999)
 Colombia (2001)
 Venezuela (2007)


Fontes :

http://en.wikipedia.org/wiki/Copa_America

http://www.mlssoccer.com/news/article/2014/05/01/copa-america-will-be-held-us-soil-in-2016#

http://www.mlssoccer.com/news/article/2014/04/28/copa-america-centenario-go-concacaf-conmebol-make-historic-joint-announcemen