quinta-feira, 30 de junho de 2016

Estados Unidos na Copa América 2016






A Copa América Centenário foi uma edição comemorativa da Copa América celebrando os 100 anos do torneio que foi sediado nos Estados Unidos, foi a primeira vez da historia da Copa América que uma edição foi sediada fora do continente sul americano . Chile foi o campeão e conquistou a sua segunda Copa América, a Argentina ficou em segundo, a Colômbia ficou em terceiro e os Estados Unidos ficou em quarto lugar .

Resumo da Campanha 

A seleção americana se classificou em primeiro lugar do Grupo A com seis pontos, duas vitórias : uma sob a Costa Rica por 4a0 e outra sobre Paraguai por 1a0 e uma derrota, para Colômbia por 2a0 pela estreia da competição . Nas quartas o U.S. Team passou pelo Equador, vencendo a equipe sul-americana por 2a1 . Na semi final os Estados Unidos sofrearam uma pesada derrota para Argentina por 4a0 . Na disputa pelo terceiro lugar os Estados Unidos enfrentaram a Colômbia, repetindo o duelo de 1995, os colombianos ganharam por 1a0 . Os Estados Unidos ficaram com o quarto lugar igualando a campanha de 1995, os americanos foram a equipe da CONCACAF com a melhor colocação  . Nos seis jogos da competição os americanos marcaram sete gols e sofreram sete .


Grupo A
PosTeamPldWDLGFGAGDPtsQualification
1 United States (H)320152+36Advance to knockout stage
2 Colombia320164+26
3 Costa Rica311136−34
4 Paraguay301213−21

Fase de Grupos

EUA 0 x 2 Colômbia
EUA 4 x 0 Costa Rica
EUA 1 x Paraguai

Quartas de Final

EUA 2 x 1 Equador

Semi Final

EUA 0 x 4 Costa Rica

Disputa para o terceiro lugar

EUA 0 x 1 Colômbia

Artilheiros

1. Clint Dempsey 3 Gols .
2. Bobby Wood, Jermaine Jones, Gyasi Zardes e Graham Zusi 1 Gol .

Lideres em Assistências

1.Clint Dempsey 3 Assistências .
2.Gyasi Zardes e Jermaine Jones 1 Assistência .


Convocados 

Goleiros :

Ethan Horvath (20 anos )  Molde FK ( Tippeligaen, Noruega )
Tim Howard (37 anos )  Everton    ( Premier League, Inlgaterra )
Brad Guzan ( 31 anos ) Aston Villa ( Premier League, Inlgaterra )

Defesas

Matt Besler ( 29 anos ) SportingKansas City ( MLS, EUA )
Steve Birnbaum (25 anos ) D.C. United ( MLS, EUA )
Michael Orozco ( 30 anos ) Tijuana ( Liga MX, México )
Edgar Castillo ( 29 anos ) Monterrey ( Liga MX, México )
John Brooks (23 anos)  Hertha BSC ( Bundesliga, Alemanha )
Fabian Johnson (28 anos ) Borussia Mönchengladbach ( Bundesliga, Alemanha )
DeAndre Yedlin ( 22 anos ) Sunderland ( Premier League, Inglaterra )
Geoff Cameron (30 anos ) Stoke City Sunderland ( Premier League, Inglaterra )

Meio-campistas

Michael Bradley (capitão) ( 28 anos ) Toronto FC ( MLS, Canadá )
Darlington Nagbe ( 25 anos ) Portland Timbers ( MLS, EUA )
Alejandro Bedoya (29 anos) Nantes ( Ligue 1, França )
Jermaine Jones (34 anos ) Colorado Rapids ( MLS, EUA )
Kyle Beckerman ( 34 anos ) Real Salt Lake ( MLS EUA )
Perry Kitchen      ( 24 anos )  Heart of Midlothian ( Scottish Premiership, Escócia )
Graham Zusi (29 anos ) Sporting Kansas City  ( MLS, EUA )

Atacantes : 

Bobby Wood (23 anos ) Hamburger SV ( Bundesliga, Alemanha )
Clint Dempsey ( 33 anos) Seattle Sounders FC ( MLS, EUA )
Gyasi Zardes (24 anos ) LA Galaxy ( MLS, EUA )
Christian Pulisic  (17 anos ) Borussia Dortmund ( Bundesliga, Alemanha )
Chris Wondolowski ( 33 anos ) San Jose Earthquakes ( MLS, EUA )


Treinador ; Jürgen Klinsmann


Ranque das Ligas 

1. Major League Soccer 10
2. Premier League e Bundesliga 4
3. Liga MX 2
4. Ligue 1, Scottish Premiership e Tippeligaen 1

Análise 

A campanha dos Estados Unidos na Copa América pode ser considerada razoável, o U.S. Team teve boas atuações contra Consta Rica, Paraguai e Equador. Nesses jogos o time americano mostrou boa movimentação dentro do campo, conseguia criar bem, a defesa esteve muito bem também, foi o setor que teve a melhor atuação no time, mas faltou passar de um grande teste, vencer uma seleção de classe mundial como Colômbia e Argentina que em ambas das partidas ( estreia e semi final ) os Estados Unidos foram muito mal e foram totalmente anulados por esses times o que manchou a campanha da seleção americana e do Klinsmann  na competição .

Destaque 

Klinsmann montou uma defesa muito forte para Copa América, os Estados Unidos estão bem servidos de zagueiros e laterias, destaque para Brooks que foi o jogador que melhor atuo no time americano .

Fabian Johnson como meia : 

Johnson joga bem como lateral  mas botar ele jogando como meia seria a melhor opção. principalmente em jogos difíceis contra times fortes como a Argentina e a Colômbia, ele com certeza  é um dos jogadores  com melhor potencial de criar  jogadas na seleção americana .

Azar 

Atildore que estava na pré lista e Chandler que estava na lista, ambos cortados por lesão poderiam acrescentar algo a mais a seleção americana, principalmente Chandler que pode jogar como lateral e meia .

Ausências 

Klinsmann pecou em não convocar Morris, ele seria uma boa opção para o ataque . Outro jogador que merecia muito estar na Copa América é Sasha Kljestan, que é um dos jogadores mais esnobados da historia do soccer americano . Kljesntan é experiente, tem um boa toque de bola, é bom em bolas paradas e é um criador de jogadas, ele seria o reserva ideal para Bradley .

Jogadores super valorizados : 

Klinsmann pagou por convocar Zusi, Wondolowski e Nagbe . Eles são os queridinhos da mídia, do público e são super valorizados. O resultado é esse, eles são facilmente anulados por uma marcação diferenciada fazendo que o time praticamente perca todo poder de criação de jogadas crie jogadas o que aconteceu nos jogos contra Colômbia ( estreia ) e Argentina ( semi final ) .

Futuro 

Eu acredito que seria muito bom para seleção americana participar das futuras edições da Copa América, o torneio sul-americano é uma grande oportunidade para o desenvolvimento pelo bom nível da competição .

Curiosidades

Clint Dempsey foi o artilheiro do U.S. Team com 3 gols na Copa América Centenário, em 1995 Eric Wynalda foi o artilheiro do U.S. Team  Copa América com 3 gols .

Os Estados Unidos disputaram a disputar do terceiro lugar por duas vezes ( 1995 e 2016 ) e as duas foram contra a Colômbia .

Na Copa América de 2016 os Estados Unidos marcaram sete gols e sofreram seis, na edição de 1995 os americanos marcam seis gols e sofreram sete .

Na Copa América houve um rodizio entre os goleiros Kasey Keller e Brad Friedel, em 2016 houve algo parecido : Guzan jogou cinco jogos e Howard um . ( Esse rodizio entre Keller e Friedel aconteceu muito entre os anos 90 e 00, inclusive em competições oficiais como Copas das Confederações ( 1999 ) e na Copa do Mundo de 1998 . Provavelmente haverá um rodizio entre Howard e Guzan nas eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 .

Clint Dempsey chegou a marcar de 52 gols pela seleção americana, somente ele e Landon Donovan ( 57 gols ) marcaram mais de 50 gols pelo U.S. Team .


Links :

EUA vs Colômbia

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/06/estados-unidos-vs-equador-copa-america.html

EUA vs Costa Rica

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/06/estados-unidos-vs-costa-rica-copa.html

EUA vs Paraguai

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/06/estados-unidos-vs-paraguay-copa-america.html

EUA vs Equador

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/06/estados-unidos-vs-equador-copa-america.html

EUA vs Argentina

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/06/estados-unidos-vs-argentina-semi-final.html

EUA vs Colômbia

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2016/06/estados-unidos-vs-colombia-disputar.html

Copa América 1995

http://ussupersoccer.blogspot.com.br/2013/08/us-soccer-centennial-estados-unidos-na_27.html

4 comentários:

  1. Não entendo muito de futebol mais meu noivo ama ! vou mostrar seu blog pra ele ele vai amar ! beijo

    ResponderExcluir
  2. Curiosidades maneiros pedro parabéns

    ResponderExcluir
  3. Curiosidades maneiras pedro parabéns

    ResponderExcluir